Coisas belas e Sujas e a gente vai começando uns contos…


Cléo é apenas uma garotinha de 6 anos.Pele alva com sardinhas nas maças do rosto, cabelos castanho médio com fios sedosos levemente encaracolados – cabelos de criança que qualquer adulto deseja ter quando já se é adulto – e olhos profundamente risonhos, redondos, castanho profundo como se fossem – ou melhor são- as pequenas janelas por onde a alma de Cléo citadinamente deixa-se entre olhar com o mundo. Temperamento dócil, mas extremante espoleta e espera, a doçura que transmite é para justificar a teimosia e cabeça dura extremada que essa pequena pessoa tem. Decidida, autentica, qualidades que na maioria das pessoas só será percebida na puberdade ou adolescência; Cléo com 6 anos definitivamente já as possui. Ela adora bichinhos, todos são fofinhos e amigos até mesmo os dragões dos desenhos são bonitos para ela. Apaixonada pela bicicleta vermelha sem rodinhas que ganhou no natal passado, mesmo com sua mãe aos berros advertindo que é muito pequena para andar de bicicleta sozinha na rua, ela encontra sempre uma brechinha para burlar a vigilância materna e pegar os embalos da rua sentindo os cachos castanhos bagunçarem em frente aos seus pequeninos olhos por conta do toque do vento. Cléo tem um irmão, João, que agora tem 1 ano. João é a coisa que Cléo mais ama- Ela diz que ele é uma coisa- quando chega da escola a primeira coisa que faz é procurar pelo irmão e dar um jeito de apertá-lo até fazer squish- João odeia quando a irmã faz isso, ele se sente um gatinho nos braços da Felícia. No mês passado Cléo descobriu a astrologia. Agora um de seus passatempos preferidos é subir no telhado de sua casa pelo pé de mangueira que tem plantada no quintal, e estender um lençolzinho amarelo nas telhas e ficar fitando o céu de madrugada, contando estrelas, tentando achar as constelações- ela viu num filmes em umas dessas tardes de cinema que as estrelas e constelações e até mesmo a lua influenciam na vida das pessoas, na personalidade, então ela disse para si que tinha que contemplar os astros para entender a si mesma. Na rua onde ela mora, não existem crianças da sua idade, apenas bebês. Por isso, Cléo convive muito mais com os adultos; seus tios e tias que são muitos pois seu pai tem 11 irmãos e sua mãe uma irmã e uma infinidade de amigos , alguns com filhos, outros esperando para nascer, outros ainda namorando e por ai vai. Cléo tem muitos sonhos e conta todos para João, embora ele ainda não possa externar sua opinião sobre, só as risadas quase sem dentes fazem Cléo ficar confortada. Outro dia desses folheando uns gibis velhos que encontrou no quarto de uns dos seus 11 tios Cléo …

Continua no próximo post.. leitores também podem opinar sobre os rumos da vida de Cléo, sintam-se em casa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s