Aquarelas Do Paraíso.


Concorrentes ao Oscar 2010

por Caroline Araújo

Salvador Dali e sua visão além do alcance. Foi isso que imediatamente veio a mente enquanto assistia “ The Lovely Bones – Um olhar Sob o Paraíso(2009)” o mais recente trabalho do diretor Peter Jackson. Surrealidade. Os tons “baunilhados” trabalhados na fotografia desta película saíram de algum trabalho de Dali. Belos e encantadores planos. O filme é bem costurado. Jackson já provou ao mundo seu talento como diretor na odisséia “ The Lord Of the Rings” e deixou claro sua linha de trabalho em “King Kong”: ele é tão megalomaníaco quanto James Cameron e seus Titanics e Avatares da vida. A diferença é que, Jackson consegue não ser tão meloso quanto Cameron, e trás para seus trabalhos um pouco mais de verossimilhança; embora ela não exista de fato.

Com um elenco de peso, Mark Wahlberg, Rachel Weisz, Stanley Tucci, Susan Sarandom e Saoirse Ronan no papel da protagonista doce e esfusiante Susie Salmon, “The Lovely Bones” agrada, funciona, mas não é estupendo. Ele é redondo. Stanley Tucci , depois de algum tempo em papeis pequenos e um tanto bestalhões; da vida a George Harvey, serial Killer e antagonista desta história; e finalmente consegue ser visto como um bom ator. Tanto é que desbancou alguns notórios e dados como certos candidatos ao Oscar e escreveu seu nome com sua indicação ao Prêmio de melhor ator coadjuvante 2010. Acredito que não ganhe, pois temos concorrente peso pesados por demais nesta categoria, mas até aqui, valeu e muito esse papel em sua carreira.

Mark Wahlberg como pai amoroso e sofrido era algo totalmente novo para mim. E Sim, ele pode fazer outros papeis sem ser policial, bandido ou gigolô. Ponto para ele também. Rachel Weisz e Susan Sarandom estão, lindas. E impecáveis, como “ quase sempre”. Saoirse Ronan que ganhou notoridade após ser a meninha chata para caramba no britânico “ Desejo e Reparação” mostra que esta firme no proposito e atuar. Seus olhos de tão azuis e limpidos saltam ora como estrelas, ora como bolitas ora como pedras precisosas ao colo do espectador.

Um roteiro linear, pontuado e bem fechado. Peter Jackson ja estava mexendo os pauzinhos deste projeto ainda enquanto terminava “The Lord of the Rings” em 2000, mas não era certa sua participação no projeto. Nesse meio tempo as produtoras associadas garantiam os direitos autorais do longa em cima dos manuscritos do romance que estava sendo escrito por Alice Sebold entitulado aqui no Brasil “Vida Interrompida”, e o tempo passou varios nomes cotados para a direção e inclusive para o elenco também passaram.  Mesmo tendo sua estréia adiada para a “temporada de prêmios” foram poucos aos quais emplacou. No Oscar deste ano concorre apenas com a indicação de Tucci.

De forma geral, “The Lovely Bones” é um deleite visual muito bem acabado.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s