Vitoriana, Vitória, Viva!


Concorrentes ao Oscar 2010

por Caroline Araújo

Algum dia, já pararam para avaliar quantos filmes sobre a monarquia mundial já foram feitos¿ Este “PLOT” histórico recorrente acredito eu, já produziu bons e péssimos espécimes cinematográficos e ainda o fará, pois como a própria história  é cheia de visões diferentes sobre o mesmo assunto. São tantos Reis, rainhas, duques, duquesas, barões e por ai vai. Em fim, eis que como de costume mais uma nova cinematografia monárquica aporta nos cinemas. “The Young Victoria”(2009) do diretor canadense Jean-Marc Vallée, responsável pelo ótimo “C.R.A.Z.Y – Loucos de Amor”(2005).

Diferentemente de outros projetos que possuem uma pessoa tão emblemática historicamente, e que ao seu redor, situações que mudaram os rumos mundiais, “The Young Victoria” não é um filme de poder, estratagemas políticos e guerras (claro que isso esta presente no filme); ele é um filme de AMOR. Amor no sentido da perda e redescoberta do amor materno, amor no sentido amor ao próximo, a sua dignidade, princípios e caráter; e finalmente um filme de amor real entre Rainha e príncipe.

Victoria I do Reino Unido sucedeu seu tio, o Rei Guilherme IV e teve durante seu reinado a incorporação da Índia ao território britânico recebendo assim o título de Imperatriz da Índia. Durante sua permanência no trono temos a chamada Era Vitoriana onde ocorrem a Revolução Industrial, o que impulsionou ainda mais a Inglaterra no comando mundial da época, além das reformas culturais, sociais, políticas e econômicas. Até hoje foi a monarca com maior permanência em reinando, governado a Inglaterra por 63 anos. Conhecida também como “Avó da Europa” por ter tido 9 filhos com o Príncipe Alberto de Saxe – Coburgo – Gota, com quem se casou; POR AMOR.

Esta União e o romance entre uma Rainha e o Príncipe é a linha narrativa desta película. Uma direção de arte e fotografia impecáveis com atuações convincentes, Emily Blunt esta belíssima, suave e forte no papel da jovem rainha. Exatamente por isso, teve a indicação ao Globo de Ouro e ao BAFTA deste ano na categoria de Melhor atriz Dramática. Rupert Friend trás delicadeza ao amado Príncipe, e temos em cena um casal bonito, doce, determinado e em sintonia. Touchdown para Vallée!

Contando com um elenco experiente Paul Bettany, Miranda Richardson, Jim Broadbent; e um diretor de fotografia alemão impressionante Hagen Bogdanski responsável pela foto do excelente “ A vida dos Outros – The Lives of Others”(2006), “The Young Victoria” supera as expectativas e tece um véu romântico sob o trono da Inglaterra. No Oscar deste ano concorre nas categorias técnicas de Melhor Direção de Arte, Melhor Maquiagem e Figurino.

Vida longa a Rainha!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s