O Deus do Trovão e Mjolnir


Em Cartaz

por Caroline Araújo

Demorou um pouco para que a MARVEL percebesse que, ninguém melhor que ela  para adaptar seus HQ’s para as telas. Eis que a virada do século veio e  começa o movimento de refilmagem de filmes de super – heróis. Agora  com a MARVEL STUDIOS na linha de frente. E o resultado disso, foi a competência em dois títulos recentes “Homem de Ferro” e “O Incrível Hulk”. E não basta estar na linha de frente e fazer bons scores, tem que ir além. E esse é o movimento cinematográfico que percebemos agora. Um apuro, cada vez mais técnico agregado à uma responsabilidade estética e acima disso, com a responsabilidade de se fazer adaptações para a telona com a maior fidelidade possível.

A mais nova adaptação de HQ’s a aportar nos cinemas mundias é “THOR” (2011) dirigido pelo exímio “shakespeariano” de plantão Kenneth Branagh que trás Chris Hemswort como o detentor do martelo, Anthony Hopkins como Odin o pai de Thor e grande pai de todos e Tom Hiddleston como irmão de Thor, Lóki narra a fascinante história do deus nórdico de cabelos loiros esvoaçantes e seu poderoso martelo, que tanto sucesso faz desde 1962, ano em que surgiu, nos quadrinhos, pelas mãos de seus criadores Stan Lee, Larry Lieber e Jack Kirby.

 A figura de Thor é milenária dentro da mitologia nórdica e mundial. Tanto que no idioma inglês, que batiza cada dia da semana em homenagem a um deus ou a um astro, a quinta-feira recebeu o nome de Thursday, corruptela de Thor´s Day, ou o dia de Thor.

Temos um Thor destrambelhado e impulsivo, enquanto Loki parece mais equilibrado e sensato.  Anthony Hopkins se consagra realmente como o Grande pai. Já foi pai do Zorro, pai do Lobisomem, e agora ODIN, pai de Thor. A sua escalação para esse papel foi extremamente acertada, conferindo uma áurea de nobreza na medida. ODIN dá a ele a preferência à THOR ao trono de Asgard. Mas como um bom drama shakespeariano que mais que justifica a presença de Branagh na direção, uma briga de vida e morte pelo poder real culminará com o banimento de Thor, que cai na Terra sem os poderes do martelo.

Assim temos dois planos onde a película se desenrola: o de Asgard, Mitológica, muito bem retratada embora falte um pouco mais de vida, tipo pessoas pelas ruas, os súditos de Odin por exemplo.

E o da Terra, divertido, onde um Thor malhado ( e coloca malhado nisso meu Deus!) e sem poderes provoca suspiro nas meninas, principalmente da jovem cientista Jane Foster (Natalie Portman). Esta divisão da ação em universos distintos e complementares mostra-se uma boa solução de roteiro, este escrito por J. Michael Straczynski e Mark Protosevich.

Hemsworth não tem o charme inebriante de Robert Downey Jr., porém é competente em sua atuação. Incorpora um THOR colérico de fato, dá jovialidade, força e determinação ao deus do trovão e percebemos a sintonia dele para com o personagem.

Sem muita reviravolta desnecessária THOR é exato no que se propõe a ser. Um bom filme de HQ, que nos leva ao universo de super heróis além da ciência, não existe raios gama ou geradores de arco. Existe magia e outros planos de existência. E mesmo esse lado fantástico, ele é recheado de vivencia , sentimentos e sensações humanas, mortais.

E o melhor, cada novo filme da MARVEL STUDIO vamos recebendo “pistas” do ápice que esperamos: O Filme dos Vingadores! Em THOR a participação a lá the Flash de Jeremy Renner com um arco na mão nos leva a espera do “Gavião Arqueiro”. Duas observações restam-me fazer.

Uma é que Branagh segura muito bem a dramaticidade “shakespeareana” da história, mas optou com rodar quase todas as cenas no ângulo holandês, fazendo com que a linha do horizonte fosse usada para causar desequilíbrio e uma constante sensação de deslocamento, o que é bacana, mas podia-se usar menos.

E segundo, o 3D é totalmente dispensável.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s