A verdade ficcionada


 

 

Em Cartaz

Por Caroline Araújo

 

É surpreendentemente delicioso, quando assistimos a um filme sem esperar grandeza, e saímos ao final da projeção com a sensação de ter levado um baita tapa na cara, pela astúcia e primor refinado que acaba de se visualizado pelas retinas. Bem, essa foi exatamente a sensação que me abocanhou logo ao final da mais nova incursão de Ben Affleck na direção.

 

“ARGO”(2012) dirigido por Affleck que também atua, é um belo trabalho que faz referencia a grandes filmes de espionagem feitos na década de 70, como “Todos os Homens do Presidente”, entre outros. De forma métrica, e inteligentíssima, somos levados para dentro de um Irã, em pleno inicio dos anos 80, onde após uma insurgência popular, devido a um efeito dominó da situação politica daquela região, a embaixada norte – americana é tomada, as pessoas que ali se encontravam são tidas como reféns, e outros 6 americanos que daquele prédio escapam, passam a viver com uma bomba relógio, pois caso sejam pegos pelos extremistas, é execução sem choro nem velinha.

 

O governo americano, então se lança na tentativa de extração desses seis desgarrados, numa situação onde inventam um filme falso para conseguir tirá-los daquele país. Caso essa história não fosse verdadeira, daria um excelente argumento de filme. Affleck enxergou isso, e deitou e rolou.

 

“ARGO” surpreende tanto pelo desempenho do elenco quanto pelo pulso de direção adotado por Affleck. Uma luz mais fria e azulada, planos mais fechados e um design sonoro que permite a aceleração do ritmo de montagem de forma que o espectador sinta de fato a tensão existente naquele pequeno recorte da história.

 

Sem apelações extremistas, sem violências gratuitas, e com boas sacadinhas de construção de plano – a caixa d’água da Warner.Bros em quadro foi “fantastic!”“ARGO” se torna um  daqueles filmes que marcam. Marcam uma das melhores atuações de Ben Affleck, tanto quanto ator quanto diretor (seguindo os passos de Clint¿). E marcam o inicio de algumas boas apostas (e porque não surpresas¿) da corrida dos prêmios da indústria cinematográfica que se aproxima. Boa sessão =)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s